CNS pede que governo revogue orientação de “tratamento precoce” para covid-19

41

Conselho Nacional de Saúde desestimula uso do “kit covid”, que inclui cloroquina e é recomendado por Jair Bolsonaro

O registro diário de contaminados pela covid-19 no Brasil chegou a  64.985 nesta quarta-feira (20), segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Na soma total de casos desde o início da pandemia, o país já tem mais de 8,6 milhões de contaminados. Também nesta quarta, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) pediu que o governo Bolsonaro revogue todos os documentos que indicam “tratamento precoce” contra a doença.

Não existe nenhum relato na ciência de que terapias preventivas com qualquer tipo de medicamento possam prevenir ou curar a covid-19. Pelo contrário: remédios defendidos pelo governo, como a cloroquina, comprovadamente não têm funcionalidade contra a doença e podem agravar a situação.

Descontrole: Brasil volta a bater recorde semanal histórico de casos de coronavírus

Ligado ao Ministério da Saúde, o CNS enviou documento à pasta indicando que a revogação deve ser aplicada a qualquer instrumento que possa apontar o tratamento precoce com a aplicação de medicamentos cuja eficácia e segurança para a covid-19 não está estabelecida cientificamente. A defesa desses remédios tem sido a tônica do discurso do presidente Jair Bolsonaro desde o início da pandemia.

Nesta quarta-feira, o Brasil ultrapassou dez dias com média móvel de infectados acima de 50 mil. O resultado para a soma de todos os casos dos últimos sete dias, dividida por sete nunca havia chegado a esse patamar. O total de mortes confirmadas nas últimas 24 horas chegou a 1.340 e a pandemia já custou a vida de mais de 212 mil pessoas em território nacional.

Saiba o que é o novo coronavírus

É uma vasta família de vírus que provocam enfermidades em humanos e também em animais. A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que tais vírus podem ocasionar, em humanos, infecções respiratórias como resfriados, entre eles a chamada “síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS)”.

Também pode provocar afetações mais graves, como é o caso da Síndrome Respiratória Aguda Severa (SRAS). A covid-19, descoberta pela ciência mais recentemente, entre o final de 2019 e o início de 2020, é provocada pelo que se convencionou chamar de “novo coronavírus”. 

Como ajudar quem precisa?

A campanha “Vamos precisar de todo mundo” é uma ação de solidariedade articulada pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo Sem Medo. A plataforma foi criada para ajudar pessoas impactadas pela pandemia da covid-19. De acordo com os organizadores, o objetivo é dar visibilidade e fortalecer as iniciativas populares de cooperação.

FONTE: BRASIL DE FATO
FOTO:  Nelson Almeida/ AFP