Covid-19: Anvisa adianta análise do pedido de registro da vacina de Oxford

4

Imunizante está sendo desenvolvido pela AstraZeneca com parceria da Universidade de Oxford

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou, nesta quinta-feira 1, que recebeu a primeira “submissão contínua” de uma vacina contra a Covid-19. É o imunizante que está sendo desenvolvido pela empresa AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford.➤ Leia também:Por que ricos ficaram mais ricos e pobreza explodiu na pandemia?Mandetta diz que prioridade de Bolsonaro na pandemia não era saúdeNa favela, quase todo mundo conhece alguém que teve Covid-19

Na prática, ainda não será possível chegar a uma conclusão sobre a qualidade, a segurança e eficácia da vacina. Segundo a Anvisa, a “submissão contínua” é um procedimento novo e específico para as vacinas da Covid-19, que tem o objetivo de apressar a “análise regulatória dos dossiês de registro dessas vacinas”.

“Dessa forma, empresas interessadas em registrar vacinas da Covid-19 não precisarão aguardar a disponibilização de todos os dados e documentos técnicos nem o preenchimento de todos os requerimentos regulatórios, para então apresentá-los à Anvisa por meio de submissão do registro”, explica a Agência.

Segundo o órgão, o novo procedimento “não afeta em nada o padrão de qualidade requerido”, apesar de a estratégia ser a aceleração da disponibilização das vacinas.

“A Anvisa mantém, portanto, seu compromisso em disponibilizar, da forma mais rápida possível, o acesso a vacinas comprovadamente de qualidade, seguras e eficazes em contextos de emergência em saúde pública, inovando seus processos de trabalho”, diz, em nota de 28 de setembro.

FONTE:CARTA CAPITAL
FOTO:  NELSON ALMEIDA/AFP