Por falta de insumo, Butantan deve parar produção da CoronaVac nesta sexta

51

Órgão afirma que as relações diplomáticas entre Brasil e China estão interferindo na produção do imunizante

O Instituto Butantan revelou nesta quinta-feira (13) que a produção da CoronaVac será paralisada nesta sexta-feira (14) em razão da falta de matéria-prima para a produção do imunizante.

De acordo com explicação do órgão, o IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) recebido no dia 19 de abril já foi completamente processado e que “a produção será retomada assim que mais insumos chegarem”.

O Butantan também explicou que espera autorização do governo chinês para a liberação das demais matérias-primas e apontou que questões diplomáticas entre os dois países podem estar interferindo no envio dos insumos necessários para a produção.

“O Butantan aguarda autorização do governo chinês para a liberação de mais matéria-prima necessária para a produção da vacina. Questões referentes à relação diplomáticas Brasil x China podem, sim, estar interferindo diretamente no cronograma de liberação de novos lotes de insumos”.

Dimas Covas, o presidente do Instituto Butantan, afirmou que não há prazo para chegada de insumos para produção da vacina CoronaVac no Brasil. Covas se reuniu nessa quarta-feira (12) com representantes da farmacêutica Sinovac Biotech, que desenvolve a vacina com a China, e com representantes da embaixada brasileira em Pequim.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), por meio de suas redes sociais, acusou o governo Federal, por conta de declarações desastrosas, o entrave no envio do IFA.

Fonte: Revista Fórum – Com informações do Uol.
Foto: Breno Esaki/Agência Saúde/Fotos Públicas