BRASIL EM CRISE. QUAL SERÁ O FUTURO?

7

“Em nenhum momento de nossa história foi tão grande
a distância entre o que somos e o que esperávamos ser.”

O longo amanhecer: reflexões sobre a formação do Brasil, 1999
Celso Furtado

A constatação do cientista social Celso Furtado, cujo nascimento completa 100 anos este mês (julho), foi feita há duas décadas, mas pode perfeitamente bem caracterizar o momento atual, em que o país enfrenta:


1) uma crise econômica sem precedentes, no contexto da mais grave crise mundial;
2) uma das mais profundas crises políticas da história;
3) os impactos da chamada 4ª Revolução Industrial, em curso;
4) a mais devastadora pandemia do último século (pelo menos): são mais de 90 milmortes devido à covid-19 e mais de 2,5 milhões de infectados pelo coronavírus.

A previsão é que o Brasil chegará a 100 mil mortes no início de agosto. Ninguém sabe quando a pandemia chegará ao fim. A vacina não estará disponível no curto prazo.

LEIA A ÍNTEGRA DA NOTA TÉCNICA CLICANDO AQUI.

FONTE: DIEESE
FOTO: REPRODUÇÃO