Covid escala e Brasil volta aos piores registros de novos infectados por semana

52

Após dois meses, total de mortos em sete dias volta a superar a marca de quatro mil

O número de novos pacientes infectados pela covid-19 no Brasil deu um salto e encerrou a primeira semana de dezembro próximo ao patamar de 300 mil. Segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), entre os dias 29/11 e 5/12, o total de pessoas que receberam a confirmação de que estão contaminadas chegou a 286.905. Esse é o resultado mais grave registrado em quase quatro meses.

Relembre: Após dois meses, Brasil volta a registrar mais de 200 mil casos de covid por semana 

Até hoje, o país só registou cenário mais negativo que esse no mês de julho, quando foram observadas quatro semanas consecutivas em que a soma de contaminados ultrapassou 300 mil. Além disso, os dados consolidados do último período representam a quinta alta seguida, após menos de dois meses de relativa queda.

Em julho: Brasil registra recorde de mortes em 24h e total de vítimas da covid supera 90 mil

O total de mortes também vem crescendo consecutivamente desde 15 de novembro. Na semana passada, o número de óbitos chegou a 4.067, pior resultado em dois meses. O coronavírus já custou a vida de 177.377 pessoas no Brasil, segunda nação do mundo com o maior registro absoluto de casos fatais.

Fórmula perigosa: Apenas 26 milhões fizeram teste para covid, aponta IBGE; isolamento diminui

Ainda de acordo com os números do Conass, nas 24 horas entre domingo (6) e segunda-feira (7), foram registradas 376 mortes. No mesmo período, houve 20.371 novos infectados. O número de pessoas que já pegaram a covid-19 no país é de 6.623.911. Há mais de 650 mil pacientes em acompanhamento, pior cenário em três meses. 

Saiba o que é o novo coronavírus

É uma vasta família de vírus que provocam enfermidades em humanos e também em animais. A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que tais vírus podem ocasionar, em humanos, infecções respiratórias como resfriados, entre eles a chamada “síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS)”.

Também pode provocar afetações mais graves, como é o caso da Síndrome Respiratória Aguda Severa (SRAS). A covid-19, descoberta pela ciência mais recentemente, entre o final de 2019 e o início de 2020, é provocada pelo que se convencionou chamar de “novo coronavírus”. 

Como ajudar quem precisa?

A campanha “Vamos precisar de todo mundo” é uma ação de solidariedade articulada pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo Sem Medo. A plataforma foi criada para ajudar pessoas impactadas pela pandemia da covid-19. De acordo com os organizadores, o objetivo é dar visibilidade e fortalecer as iniciativas populares de cooperação.

FONTE: BRASIL DE FATO
FOTO: Bruno Concha/Secom/ Fotos Públicas