Em carta, governadores pedem paz, fim de agressões e de ‘fake news’

9

Documento assinado por 16 governadores cita incitamento a motim policial na Bahia por bolsonaristas e pede tranquilidade para seguir combate à pandemia

Governadores de 16 estados publicaram na tarde desta segunda (29) carta aberta pedindo verdade e paz, em uma demonstração também de indignação à crescente onda de agressões e difusão de fake news. No documento, os gestores destacam a difícil luta em tempos da pandemia da Covid-19, pedem combate a atos ilegais e agradecem o esforço dos profissionais de saúde e segurança em todo o país na luta pela vida.

A carta fala no incitamento a motins, em referência a episódio desta segunda (29), em que políticos bolsonaristas usaram a morte de um policial militar que passava por um surto psiquiátrico, em Salvador (BA), para pedir desobediência às medidas sanitárias para combate à pandemia.

De acordo com o comandante da Polícia Militar da Bahia, Paulo Coutinho, o cabo Wesley Goés precisou ser abatido porque começou a atirar contra os próprios colegas. No entanto, políticos bolsonaristas compartilharam áudios e vídeos em que retratavam a atitude de Wesley como um “ato heróico”.

Entre os que compartilharam o conteúdo estava a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. Após a repercussão negativa, a deputada apagou o post.

“Conclamamos o Presidente da República, os Presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, bem como o Presidente do Supremo Tribunal Federal, para que adotem todas as providências de modo a coibir tais atos ilegais e imorais”, diz o comunicado dos governadores.

Confira a íntegra da carta dos governadores e as assinaturas:

Carta dos governadores: queremos verdade e paz!

Os governadores manifestam sua indignação em face da crescente onda de agressões e difusão de fake news que visam a criar instabilidade institucional nos estados e no país. Vivemos um período de emergência na saúde, e a vida de todos os brasileiros está em grave risco.

Os governadores, juntamente com os servidores públicos e profissionais do setor privado, estão lutando muito para garantir atendimento de saúde e apoio social à população. Enquanto isso, alguns agentes políticos espalham mentiras sobre dinheiro jamais repassado aos estados, fomentam tentativas de cassação de mandatos, tentam manipular policiais contra a ordem democrática, entre outros atos absurdos.

Registramos especialmente o nosso protesto quando são autoridades federais, inclusive do Congresso Nacional, que violam os princípios da lealdade federativa.

Conclamamos o Presidente da República, os Presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, bem como o Presidente do Supremo Tribunal Federal, para que adotem todas as providências de modo a coibir tais atos ilegais e imorais.

Os Estados e todos os agentes públicos precisam de paz para prosseguir com o seu trabalho, salvando vidas e empregos. Estimular motins policiais, divulgar fake news, agredir Governadores e adversários políticos, são procedimentos repugnantes, que não podem prosperar em um país livre e democrático.

Finalmente, sublinhamos a nossa gratidão a todos os servidores públicos e profissionais que têm atuado incessantemente para vencermos a pandemia. Merecem especial destaque as forças policiais, que têm a nossa solidariedade e apoio em relação a reivindicações justas quanto à vacinação, pleito em análise no âmbito do Ministério da Saúde pela Comissão Intergestores Tripartite – CIT.

Brasília, 29 de março de 2021.

Assinam esta carta:

  • RUI COSTA Governador do Estado da Bahia
  • FLÁVIO DINO Governador do Estado do Maranhão
  • HELDER BARBALHO Governador do Estado do Pará
  • PAULO CÂMARA Governador do Estado de Pernambuco
  • JOÃO DORIA Governador do Estado de São Paulo
  • RONALDO CAIADO Governador do Estado de Goiás
  • MAURO MENDES Governador do Estado de Mato Grosso
  • EDUARDO LEITE Governador do Estado do Rio Grande do Sul
  • CAMILO SANTANA Governador do Estado do Ceará
  • JOÃO AZEVÊDO Governador do Estado da Paraíba
  • RENATO CASAGRANDE Governador do Estado do Espírito Santo
  • WELLINGTON DIAS Governador do Estado do Piauí
  • FÁTIMA BEZERRA Governadora do Estado do Rio Grande do Norte
  • BELIVALDO CHAGAS Governador do Estado de Sergipe
  • REINALDO AZAMBUJA Governador do Estado de Mato Grosso do Sul
  • WALDEZ GOÉS Governador do Estado do Amapá

FONTE: REDE BRASIL ATUAL
FOTO: CC.0 Wikimedia Freepik