CARTA DE SAUDAÇÃO AOS ASSISTENTES SOCIAIS PELO 15 DE MAIO

45

A direção do SASEC saúda a todos(as) Assistentes Sociais que fazem essa indispensável e tão combativa profissão, compartilhando aqui algumas reflexões e conclamando a todas(os) para a luta em defesa dos direitos sociais, justiça, dignidade e valorização profissional.

Para tanto, precisamos compreender que o contexto deste 15 de maio é ainda mais adverso que de outros anos, tendo em vista a crise estrutural e mundial, cujo permanente cenário de ajuste fiscal do capital, amplia substancialmente as desigualdades sociais, ataca frontalmente direitos historicamente conquistados, em detrimento da rentabilidade de um sistema financeiro que atinge patamares de lucro nunca antes alcançados. Como se não bastasse esse difícil panorama político-social-econômico, passamos por uma crise sanitária decorrente da pandemia de Covid-19, que diariamente tira a vida de milhares de pessoa no mundo todo.

É exatamente nesse contexto desafiador, que precisamos reafirmar o protagonismo do Assistente Social e da sua necessária valorização. Refletir sobre a urgente defesa das nossas prerrogativas profissionais e da nossa organização política enquanto categoria.

Mais do que nunca precisamos que a sociedade perceba a importância da nossa atuação, como profissionais indispensáveis em todo o processo de materialização das mais diversas políticas sociais, desde sua elaboração, passando pela execução, monitoramento e avaliação. Nesse sentido, é o Assistente Social que atua diretamente em seu cotidiano profissional na viabilização do acesso à população aos seus direitos sociais fundamentais, pautados na Constituição Federal de 1988.

Ao falar nesse caráter técnico-operativo da profissionais, que intervém no cotidiano das expressões da questão social, também nos faz pensar que nos mais diversos espaços onde atuamos, em articulação com as demais profissões, integrando equipes multi, transe interdisciplinares. Nosso saber específico agrega-se e complementa-se a outros saberes, por entender que a dinâmica da vida em sociedade exige análise e reflexão da totalidade em suas múltiplas dimensões.

Somente um profissional como o Assistente Social, cujo olhar crítico, reflexivo e resolutivo para responder a sociedade, nas suas demandas, mediando formas de assegurar a proteção social, justiça e equidade social à população mais vulnerabilizada.


Poucas profissões chegam tão perto da vida do povo quanto o Serviço Social.Também não podemos falar em Serviço Social sem falar de lutas, pois as lutas sociais nos ajudam a problematizar o significado da nossa profissão e do nosso projeto ético político, na necessidade de se contrapor a todas as práticas conservadoras e autoritárias, a romper com as ações tecnicistas de ordem institucional, que engessam e privam o potencial criativo dos Assistentes Sociais.


Por último, reforçamos a necessidade de nos fortalecermos politicamente como classe trabalhadora que somos. Fortalecer nossas entidades representativas da categoria, dentre elas, os sindicatos, pois sem movimento sindical não existe possibilidade de trabalhadores se organizarem coletivamente e sem organização coletiva não há lutas e não há conquistas fundamentais para a valorização da nossa profissão.

#ValorizaçãodosAssistentesSociaisJá!

Fortaleza, 15 de maio de 2020
Diretoria do SASEC Ceará

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here